Posts com Tag ‘igreja’

Atualmente, é raro alguma figura de autoridade levantar a bandeira da religião, da moral ou da Bíblia. Mas será que a crise economica/moral/politica das nações ocidentais está gerando uma preocupação quanto ao relativismo moral que o secularismo materialista nos impõe e suas consequências? Recentemente, o Primeiro Ministro Britânico, David Cameron fez um discurso pedindo “para a Igreja da Inglaterra liderar um avivamento de valores cristãos tradicionais para se contrapor contra o “colapso moral” da nação.” – confira parte do artigo traduzida a seguir:

“Numa rara menção sobre questões religiosas, o Primeiro Ministro afirmou que os valores da Bíblia “vão ao coração” do que significa ser Britânico. Exortando o Arcebispo de Canterbury a “manter-se neste papel que fala a toda a nação”, ele disse que o cabeça da Igreja Britânica tem todo o direito de se engajar no debate político. Falando a um público composto pelo alto clero num evento celebrando o aniversário de número 40o da Bíblia King James, Sr. Cameron disse “deixa ser, deixa estar” frequentemente se tornou “faça o que quiser”, conforme as pessoas cada vez mais evitam falar quais coisas são erradas ou certas.

Esta “tolerância passiva” com comportamentos imorais ajudaram a fomentar os excessos cometidos durante os protestos de rua, gastos abusivos com força Policial, e terrorismo islâmico, afirma.

(….)

“Certamente, não me oponho ao Arcebispo de Canterbury expressando suas opiniões sobre política. A religião tem uma base moral e se ele não concorda com algo, ele está certo em afirmar sua discordância. Mas assim como é legítimo que líderes religiosos façam comentários políticos, ele não deve se surpreender quando eu respondo às críticas.  Também é legitimo que líderes políticos digam algo sobre instituições religiosas conforme estes veem as instituições afetando nossa sociedade, especialmente nas áreas de igualdade e tolerância. Eu acredito que a Igreja da Inglaterra tem uma oportunidade única para ajudar a moldar o futuro de nossas comunidades. Mas para fazê-lo é necessário manter esta pauta que fala para toda a nação.”

(…)

O sr. Cameron deixou claro que ele não estava sugerindo  que ter uma fé diferente ou nenhuma fé “é algo errado”. “Mas o que eu estou dizendo é que a Bíblia ajudou a dar à Grã-Bretanha valores e morais que fazem da Bretanha o que ela é hoje. Valores e morais que nós deveríamos levantar e defender”.”

Fonte: http://news.uk.msn.com/uk/revive-christian-values-says-pm?mid=5562 Autoria: MSN News UK; Tradução parcial: Renato Wong.

Apocalipse* fala que as folhas da árvore da vida, regada pela água que sai do trono de Deus e de Cristo servem para curar as nações. Nós como embaixadores Dele, devemos entender esse clamor do mundo pós-moderno pela Verdade, por uma cura, diante de afirmações vagas da relativização de tudo! O Brasil está seguindo os passos das nações ocidentais, e se continuar engolindo cegamente o materialismo secular, a tendência é que a imoralidade seja cada vez maior! Será que isso já não se traduz no  aumento do número de divórcios ,  no crescimento do tráfico de drogas (e de narcodependentes)? Se este é o padrão de desenvolvimento que o Brasil está indo em direção, será que isso deveria se chamar desenvolvimento, afinal o PIB não mostra nada disso, não é? Está na hora de mudarmos o rumo e a história de nossa nação, com o poder da Palavra Viva, Cristo através de nós. Que nossa oração seja: “Jesus, cure a nossa nação!” e que possamos agir de acordo**.

*”O anjo também me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro e que passa no meio da rua principal da cidade. Em cada lado do rio está a árvore da vida, que dá doze frutas por ano, isto é, uma por mês. E as suas folhas servem para curar as nações – Apocalipse 22:2

**”Quando virdes a arca do pacto do Senhor vosso Deus sendo levada pelos levitas sacerdotes, partireis vós também do vosso lugar, e a seguireis, (haja, contudo, entre vós e ela, uma distância de dois mil côvados, e não vos chegueis a ela), para que saibais o caminho pelo qual haveis de ir, porquanto por este caminho nunca dantes passastes. Disse Josué também até povo: Santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós.” Josué, 3: -5

Você concorda com este texto? Discorda? Porque sim? Porque não? Enriqueça o debate postando sua opinião abaixo!

Renato Wong


Atualmente, é raro alguma figura de autoridade levantar a bandeira da religião, da moral ou da Bíblia. Mas será que a crise economica/moral/politica das nações ocidentais está gerando uma preocupação quanto ao relativismo moral que o secularismo materialista nos impõe e suas consequências? Recentemente, o Primeiro Ministro Britânico, David Cameron fez um discurso pedindo “para a Igreja da Inglaterra liderar um avivamento de valores cristãos tradicionais para se contrapor contra o “colapso moral” da nação.” – confira parte do artigo traduzida a seguir:

“Numa rara menção sobre questões religiosas, o Primeiro Ministro afirmou que os valores da Bíblia “vão ao coração” do que significa ser Britânico. Exortando o Arcebispo de Canterbury a “manter-se neste papel que fala a toda a nação”, ele disse que o cabeça da Igreja Britânica tem todo o direito de se engajar no debate político. Falando a um público composto pelo alto clero num evento celebrando o aniversário de número 40o da Bíblia King James, Sr. Cameron disse “deixa ser, deixa estar” frequentemente se tornou “faça o que quiser”, conforme as pessoas cada vez mais evitam falar quais coisas são erradas ou certas.

Esta “tolerância passiva” com comportamentos imorais ajudaram a fomentar os excessos cometidos durante os protestos de rua, gastos abusivos com força Policial, e terrorismo islâmico, afirma.

(….)

“Certamente, não me oponho ao Arcebispo de Canterbury expressando suas opiniões sobre política. A religião tem uma base moral e se ele não concorda com algo, ele está certo em afirmar sua discordância. Mas assim como é legítimo que líderes religiosos façam comentários políticos, ele não deve se surpreender quando eu respondo às críticas.  “Também é legitimo que líderes políticos digam algo sobre instituições religiosas conforme estes veem as instituições afetando nossa sociedade, especialmente nas áreas de igualdade e tolerancia. Eu acredito que a Igreja da Inglaterra tem uma oportunidade única para ajudar a moldar o futuro de nossas comunidades. Mas para fazê-lo é necessário manter esta pauta que fala para toda a nação.”

(…)

O sr. Cameron deixou claro que ele não estava sugerindo  que ter uma fé diferente ou nenhuma fé “é algo errado”. “Mas o que eu estou dizendo é que a Bíblia ajudou a dar à Grã-Bretanha valores e morais que fazem da Bretanha o que ela é hoje. Valores e morais que nós deveríamos levantar e defender”.”

Fonte: http://news.uk.msn.com/uk/revive-christian-values-says-pm?mid=5562 Autoria: MSN News UK; Tradução parcial: Renato Wong.

Apocalipse* fala que as folhas da árvore da vida, regada pela água que sai do trono de Deus e de Cristo servem para curar as nações. Nós como embaixadores Dele, devemos entender esse clamor do mundo pós-moderno pela Verdade, por uma cura, diante de afirmações vagas da relativização de tudo! O Brasil está seguindo os passos das nações ocidentais, e se continuar engolindo cegamente o materialismo secular, a tendência é que a imoralidade seja cada vez maior! Será que isso já não se traduz no aumento do número de divórcios ,  no crescimento do tráfico de drogas (e de narcodependentes)? Se este é o padrão de desenvolvimento que o Brasil está indo em direção, será que isso deveria se chamar desenvolvimento, afinal o PIB não mostra nada disso, não é? Está na hora de mudarmos o rumo e a história de nossa nação, com o poder da Palavra Viva, Cristo através de nós. Que nossa oração seja: “Jesus, cure a nossa nação!” e que possamos agir de acordo**.

*”O anjo também me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro e que passa no meio da rua principal da cidade. Em cada lado do rio está a árvore da vida, que dá doze frutas por ano, isto é, uma por mês. E as suas folhas servem para curar as nações – Apocalipse 22:2

**”Quando virdes a arca do pacto do Senhor vosso Deus sendo levada pelos levitas sacerdotes, partireis vós também do vosso lugar, e a seguireis, (haja, contudo, entre vós e ela, uma distância de dois mil côvados, e não vos chegueis a ela), para que saibais o caminho pelo qual haveis de ir, porquanto por este caminho nunca dantes passastes. Disse Josué também até povo: Santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós.” Josué, 3: -5

Você concorda com este texto? Discorda? Porque sim? Porque não? Enriqueça o debate postando sua opinião abaixo!

Renato Wong

A rede social de Deus

Publicado: julho 6, 2011 por blogdapresbi em Assunto Polêmico, Mensagens
Tags:, , , , , , ,

Você quer ser um milionário facilmente? Esqueça isso de trabalhar duro, investir na bolsa de valores ou jogar na mega-sena. S eu quiser ficar rico, invente uma rede social diferente (e boa). Há uns 15 anos atrás, se você perdesse o telefone ou endereço de um amigo, precisava revisar a lista telefônica inteira e talvez ligar para algumas pessoas que tinham o mesmo nome do seu amigo, mas não eram ele. Isso quando o telefone não estava em nome da mãe ou pai. Agora existem as redes sociais.

Existam tantas redes sociais no mundo virtual que fica difícil saber onde usar. Elas consomem nosso tempo. Fato curioso nessas redes é que em cada uma você tem um perfil, cada uma oferece um limite de caracteres. Em um limite X de caracteres, você pode dizer o que quiser, verdade ou não, são aquelas palavras que te definem na rede. Mas uma coisa é fato: você se define como quer.  Além disso, a rede social permite que a pessoa aja como um personagem, expondo só aquilo que pareça interessante e muitas vezes escondendo segredos. Sejam segredos sombrios ou preocupações mais irrelevantes, as redes sociais permitem que se escolha apenas o que você quiser mostrar ao mundo: as melhores fotos, as frases mais inteligentes e as faces mais enigmáticas.  O Twitter vai além: todo mundo é uma celebridade potencial buscando seguidores de todas as formas. Alguns conseguiram sucesso enorme. Outros passam o dia dando follow e unfollow, buscam nem que seja mais um fiel no mundo virtual. Nesse mundo, a popularidade é medida pelo numero de amigos e seguidores e a sinceridade não é tão relevante quanto a exposição. Desde que você saiba se expor da maneira certa, conquistará um pedaço deste reino.

São tantas as formas de comunicação existentes: SMS, e-mail, DM, Skype, Twitter, Facebook. Elas nos fazem esquecer o que é olhar nos olhos. As redes sociais criaram uma cópia falsa do Reino de Cristo onde se vive um ideal somente naquilo que for interessante.

Mas Jesus criou uma forma diferente de rede social: a Igreja. Nessa rede, a nossa fama não importa, desde que Ele seja feito popular. A união entre amigos só é relevante se for sincera e a ética do reino pede que um trate outro como se fosse mais importante que si. Amigos choram juntos e se alegram juntos. Essa rede possui uma manifestação on-line sim, mas sua força está nos irmãos que riem e choram juntos. Manifesta-se como uma comunidade que vive diferente em tudo e não apenas online. É nela que você é quem Deus o criou para ser. Nela não é preciso criar personagens, pois nela todos são aceitos.

A Igreja é a rede social de Deus para ser vivida em todos os aspectos.

*O texto acima foi utilizado como recurso p/ devocional do AcampUMP2011. O acampamento teve como tema “Varal: Sua vida em exposição.” Você pode encontrar fotos do evento no Facebook da Presbi e se tiver interesse em participar do próximo envie um email para presbi@ipalpha.com.br

Qual é o seu chamado?

Publicado: maio 20, 2011 por blogdapresbi em Diversos
Tags:, , , ,

Tenho um amigo que dirige 140 Km todos os dias para ir até o nosso seminário. Depois de já ter feito uma faculdade e para minha surpresa, veio conversar comigo algum tempo atrás porque tinha dúvida se tinha chamado ou não de Deus. Para mim era tão óbvio que sim.

Juntamente com ele, recebo esta pergunta quase todo fim de semana ou acampamento que eu vou. Pessoas querem saber se o que sentiram ou sentem é um chamado de Deus para missões.

Não acredito que os vocacionados ao ministério, como missionários ou pastores, são os únicos que recebem um chamado de Deus. Acredito que todos nós precisamos um dia responder qual é o nosso chamado.

Que pena que a busca para ouvir o chamado de Deus se mistura aos 17 anos à imensa pressão de decidir qual curso vai fazer e em que faculdade vai estudar. Os testes vocacionais são baseados em habilidades e afinidades. Isso é muito importante, mas não é tudo. Simplesmente porque não conta com o lado divino da coisa, é só baseado no indivíduo.

Para nós que acreditamos que existe um Deus e que Ele decidiu se relacionar com a gente de forma especial em uma parceria de respeito e intimidade, é preciso entender que não pode ser apenas um teste ou tendência de mercado que vai definir o que vamos fazer.

A base de todo o chamado é o serviço ao próximo diante de Deus. Somos chamados para servir, independente do que você vai fazer na vida, sempre terá que se perguntar: como vou servir ao próximo no que vou fazer o resto da minha vida? Tenho que me envergonhar diante de Deus pelo que estou fazendo? Por isso acredito que todos temos que entender em Cristo a base do chamado de nossas vidas.

Mas acredito que, além disso, Deus tem para cada discípulo um chamado específico. E é este que a maioria dos jovens não sabe identificar.

Para facilitar, vou separar em três etapas as formas que as pessoas encaram o que vão fazer da sua vida até chegar ao chamado. Se esta revelação vai ser em uma noite ou em vários anos é outra conversa.

A primeira é quando você encara o que vai fazer como uma ocupação. Não importa muito qual é o trabalho e nem se você gosta e se sente bem, o que importa é o dinheiro, pois essa ocupação é em princípio por pouco tempo. Como você quer se um advogado e aceita um emprego no fim do ano em um shopping? O grande problema é: por quanto tempo você vai viver fazendo uma coisa simplesmente por dinheiro?

A segunda forma é quando você encara o que vai fazer como uma carreira profissional. Essa você se afina com o que faz, se preparou com cursos e faz bem. Não está lá só pelo dinheiro ou para se manter ocupado até chegar algo melhor. Mas mesmo estando em um lugar que se encaixa com você, o seu coração está em outro lugar. Aí você se pega trabalhando, correndo para chegar, por exemplo, o fim de semana e ajudar dando aula de música em uma comunidade carente perto de onde você mora. O problema é que você sabe que faz o que tem habilidade, mas o seu coração não esta lá, e isso o seu patrão vai perceber logo. Por que essa é a sua habilidade, mas não é necessariamente o seu chamado.

A terceira etapa é quando você faz porque você sabe que você foi criado para fazer isso, mesmo quando você volta do trabalho, se pega pensando nele, falando dele e até gastando seu dinheiro nele. Toma muitas vezes decisões abrindo mão do lado financeiro, para realizar o que esta no seu coração. O salário é importante, mas o que satisfaz o seu coração é ver trabalho cumprido. Aí sim, quando você chegou a essa etapa, e viu que com isso você serve o próximo na presença de Deus, você entendeu o seu chamado.

As pessoas estão dispostas a viver toda a vida quando acham uma carreira profissional, mas estão dispostas a morrer quando encontram seu chamado! Foi assim com o nosso mestre!

Marcos Botelho

Você conhece a Igreja Perseguida?

Publicado: março 11, 2010 por blogdapresbi em Mensagens
Tags:,

Por todo o mundo, cristãos são presos torturados e mortos por sua fé em Jesus Cristo. Outros sofrem opressão do governo, da sociedade e da família. Conheça os 10 países mais perigosos.

E se fosse você?

Fonte: Missão Portas Abertas
http://www.portasabertas.org.br/