Arquivo de fevereiro, 2011

Axiomas de Zurique – Cap. 4

Publicado: fevereiro 28, 2011 por leofilipealves em Mensagens

Continuando a série de estudos que relacionam o livro “Axiomas de Zurique” com a Bíblia – não deixem de ler os posts antigos dessa série nesse mesmo site – vamos falar do quarto axioma:

“O comportamento do ser humano não é previsível. Desconfie de quem afirmar que conhece uma nesga que seja do futuro.”

Em minha curta vida trabalhando com investimentos eu já cansei de ver neguinho (e branquinho) errando feio previsões de inflação, câmbio, taxa de juros e outros indicadores. Isso acontece porque o mercado financeiro é imperfeito. Dois fatores colaboram muito para essa imperfeição:

1.        Assimetria de informação (cada pessoa tem um fragmento de informação);

2.        Restrição de capacidade de processamento de informação.

Em outras palavras, o mercado financeiro nunca vai reagir exatamente da forma como esperamos porque nós não temos toda a informação necessária para calcular com exatidão o valor futuro dos nossos investimentos. Além disso, mesmo que tivéssemos acesso a todas as informações, nós não teríamos tempo e capacidade cerebral para calcular o impacto de cada uma delas no nosso bolso.

Imaginem que um terremoto na Nova Zelândia ou uma manifestação anti-governista no Egito podem causar um efeito borboleta tamanho que afete o valor das ações que você investe no Brasil.

Agora pare … e pense … é impressionante saber que Deus não tem nenhuma restrição intelectual. Ele sabe de tudo e ele consegue em uma fração de segundos processar em Seu cérebro (se é que Ele possui cérebro) todo esse conhecimento para saber de que forma Ele tem que agir para otimizar o resultado na vida de cada um de nós.

Somente um Ser tão grande assim é capaz de administrar o universo com tanta destreza, otimizando os resultados das sua ações no contexto global e individual das suas criaturas.

O que me deixa mais empolgado é que tem um texto da Bíblia que diz que hoje em dia a gente não conhece nem 0,000001% do que é Deus. Mas quando a gente estiver no céu vamos ter o nosso corpo e a nossa mente totalmente aperfeiçoados de uma forma que seremos capazes de entender exatamente como Deus pensa.

“Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido.” 1ª Coríntios 13:12 NVI

Isso é muito loko (com K mesmo). É algo que a gente deve ansiar todos os dias.

No Reino de Deus seremos perfeitos!

Maranata!

Gui Marto

 

Anúncios

Kindle!

Publicado: fevereiro 24, 2011 por leofilipealves em Livros e Cultura

Sim, pessoas, eu sou a feliz proprietária de um Kindle, o dispositivo eletrônico da Amazon, também chamado de leitor eletrônico ou e-reader.
Eba!!!
Tudo isso graças ao meu marido que consentiu com o investimento (hihihi) e com os queridos amigos Botelhos que trouxeram dos States – muito obrigada mesmo!
Como tem muita coisa para falar, vou escrever em tópicos mesmo, como boa engenheira.
– Antes de comprar, eu vi o do meu amigo Leo, e gostei. Assim que eu ganhei, eu gostei também. E, 3 semanas depois, ainda tenho certeza que foi um ótimo investimento. Sim, pessoas, recomendo! (Mas leia até o final, ou pule até o último parágrafo.)
– Ele é muito ergonômico de usar, do tamanho de um pocket praticamente, mas bem fino e denso. Tem 250g, o que parece pouco, mas é mais do que um livro normal.
– É ótimo ler um livro feito para ele: você pode trocar o tamanho e o tipo da letra, pode fazer ele ler para você (com voz de homem ou mulher), pode adicionar um marcador (que é como se dobrasse um cantinho da página), pode grifar trechos e escrever notas. Ele não tem número de páginas, mas um “localizador”, mesmo se você mudar as configurações (aumentando ou diminuindo a letra, por exemplo), o localizador permanece no mesmo lugar, claro. Ele tem 2 botões de cada lado para passar a página para frente ou para trás. Super simples e rápido.
– Ele vem com um dicionário integrado de inglês-inglês, é só selecionar a palavra no texto, e ele acha no dicionário, e mostra as 2 primeiras linhas da definição, sem nem sair da página do livro (como se fosse um rodapé), super prático e útil.
– É bom para ler pdf (bem melhor do que num computador, claro), mas possui algumas restrições: ele faz caber uma página inteira na tela, o que deixa a letra bem pequena. A quantidade de zoom é limitada, então ao colocar 150%, ele come um pedaço do texto. A maneira mais fácil que eu encontrei foi girar a tela e ler de lado – o texto fica com um tamanho razoável e a leitura é confortável.
– Eu peguei com a opção de 3G, ou seja, tenho acesso a internet direto. Não me pergunta quanto custa ou a operadora. A Amazon não me cobrou nada, e pega bem em vários lugares da cidade de são paulo. Dá para entrar na kindle store, (feita especialmente, não é como a página da internet), buscar o livro que quiser, comprar (eles já tem o cadastro do cartão de crédito) e em alguns minutos, o livro é recebido diretamente no kindle. Fantástico e uma perdição.
– Dá para mandar um email com arquivos anexados para o seu kindle. Aí sim há uma cobrança: se usar a rede 3G, é US$ 0.99 por Mb. Se usar uma rede wi-fi, é de graça. Se o arquivo for compatível (tipo pdf), vai direto. Se mandar outro arquivo e eles forem converter para algo compatível, aí cobra, mas eu não sei o quanto.
– Eles tem um browser experimental, ou seja, com recursos bem limitados. Dá para entrar no twitter, no e-mail, em sites de notícias, mas não é lá muito rápido, não tem boa usabilidade, e vai “manchando” a tela. Ou seja, não é mesmo feito para isso. Só que é de graça – ou seja, dá para o gasto e é mais do que suficiente para mim que realmente não faz questão de ter um celular high tech para acessar a mesma funcionalidade.
– Ele pode integrar-se com o Twitter e você publica na hora (via 3G ou wi-fi) a nota ou o trecho grifado do livro que está lendo.
– Realmente não gasta muita bateria e recarrega super rápido, mas ele gasta mais quando o 3G está ligado, então eu desligo sempre que não estou usando.
– A Amazon tem muitas opções de livros em inglês, e os preços são razoáveis, como de um pocket: 12 dólares, por aí. Os clássicos tem o preço da taxa de transferência, já que não tem mais direito autoral. Livros em português são bem poucos, como Paulo Coelho e Machado de Assim. Infelizmente, os livros vendidos por Livraria Cultura e Saraiva não são compatíveis com o kindle, a Amazon protegeu o formato compatível. No entanto, na pesquisa rápida que eu fiz nessas lojas, os livros em português estão caros ainda! Quase o preço do livro em papel (por exemplo, livros do Veríssimo). Então, fiquei feliz de não ter comprado um leitor digital vendido aqui e compatível com eles. Eu gosto de livros emprestados e livros baratos, hahahaha.
– A fama é que o Kindle é o melhor da categoria, o pioneiro, o com mais tecnologia, mas eu realmente não testei outros. Lembro de ter visto muito rapidamente na  Bienal do ano passado, mas o que eu lembro é que o contrates não era tão bom quanto o que eu vejo no kindle agora. E sim, ele foi mais barato do que os vendidos aqui, como esperado.
– O que eu achei caro é a capinha de couro mais básica que eu achei na Amazon para colocá-lo, mas é muito útil para proteger o brinquedo e dar migué de agenda, veja a fotinho a seguir.

– Eu estou carregando ele por aí, com medo claro de ser assaltada, mas Deus que me ajude, porque assalto pode acontecer por qualquer besteira e há coisas bem piores…
Para quem chegou ou pulou até aqui, eu recomendo mas para não gastar dinheiro a toa, veja se você gosta de ler bastante (porque para isso que é feito). É muito útil para mim, que não conseguia ler no computador, costumava imprimir folhas e mais folhas de documentos até no trabalho (mesmo com 4 páginas por folha, frente e verso, era muita coisa! O kindle é muito mais sustentável). Se for para comprar o kindle, tem que ler em inglês com uma certa fluência, porque as opções em português são limitadas. Rola sim ler pdf, mas não é como ler um livro no formato específico. Não é feito para navegar na internet! Pronto. Acho que é isso. Se quiserem fazer perguntas específicas, fiquem a vontade!!!

Taciana Trigo

Milagres Diários

Publicado: fevereiro 21, 2011 por leofilipealves em Mensagens

MILAGRES DIÁRIOS

Cristo teu amor é tão grande a ponto de perdoar os maiores pecados

A sua maior tristeza é ver que o mundo que criaste com tanto carinho

Não é mais o mesmo.

Tanta pobreza, exploração, egoísmo, ganância,

Tende misericórdia de nós!

Mesmo depois de termos nos separados de ti, do teu amor, não cumprindo com seus mandamentos sagrados.

Ao ver tua imagem sinto-me tão triste, pois um dia sofreste muito, carregando a cruz pagando por nossos pecados.

Sinto um enorme vazio, um arrependimento por ser tão egoísta e muitas vezes não ter ajudado as pessoas quando elas necessitavam de mim.

Perdoai-me ó Cristo e espero que um dia eu possa viver ao teu lado no paraíso celeste.

Só quero agradecer-te por tudo de bom que me desses oh Deus, é muito mais do que sequer imaginei que seria e que poderia ter um dia.

Sou um ser humano rodeado de pessoas que amo, me destes uma família maravilhosa, um lar digno, repleto de valores, que sem os quais não saberia viver.

Amigos sinceros que são meu maior tesouro, sempre estão perto quando deles preciso, e sempre sabem que estou precisando deles e simplesmente aparecem,

Não acredito que seja por acaso, sei que tudo parte de ti ó Pai!!!

Me desses um trabalho que para mim é muito importante, me sinto útil em trabalhar, em ajudar as pessoas que me procuram nele.

Me desses um dom, o de escrever, tinha muita dificuldade em expor minhas idéias falando-as, então comecei a escrevê-las, e percebi o quanto era boa nisso, me desses além da inspiração, a emoção e a graça de transcrevê-la para o papel, tornando-a imortal.

Tu és muito bom meu Deus, és Pai, Filho e Espírito Santo, três em um só.

Milagres se revelam a cada dia que passa em minha vida

Distribuo sorrisos e deixo o dia das pessoas mais feliz

Tenho que agradecer por isso também, pela paciência e pelo bom-humor diários

Me disseram uma vez que eu era uma pessoa iluminada,

Simplesmente pelo fato de ser tua imagem e semelhança

Eu creio que seja verdade!!!

AMÉM!!!

Deise Formetin

Deus nos livre de um Brasil evangélico

Publicado: fevereiro 18, 2011 por blogdapresbi em Assunto Polêmico

Começo este texto com uns 15 anos de atraso. Eu explico. Nos tempos em que outdoors eram permitidos em São Paulo, alguém pagou uma fortuna para espalhar vários deles, em avenidas, com a mensagem: “São Paulo é do Senhor Jesus. Povo de Deus, declare isso”.

Rumino o recado desde então. Represei qualquer reação, mas hoje, por algum motivo, abriu-se uma fresta em uma comporta de minha alma. Preciso escrever sobre o meu pavor de ver o Brasil tornar-se evangélico. A mensagem subliminar da grande placa, para quem conhece a cultura do movimento, era de que osevangélicos sonham com o dia quando a cidade, o estado, o país se converterem em massa e a terra dos tupiniquins virar num país legitimamente evangélico.

Quando afirmo que o sonho é que impere o movimento evangélico, não me refiro ao cristianismo, mas a esse subgrupo do cristianismo e do protestantismo conhecido como Movimento Evangélico. E a esse movimento não interessa que haja um veloz crescimento entre católicos ou que ortodoxos se alastrem. Para “ser do Senhor Jesus”, o Brasil tem que virar “crente”, com a cara dos evangélicos. (acabo de bater três vezes na madeira).

Avanços numéricos de evangélicos em algumas áreas já dão uma boa ideia de como seria desastroso se acontecesse essa tal levedação radical do Brasil.

Imagino uma Genebra brasileira e tremo. Sei de grupos que anseiam por um puritanismo moreno. Mas, como os novos puritanos tratariam Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Maria Gadu? Não gosto de pensar no destino de poesias sensuais como “Carinhoso” do Pixinguinha ou “Tatuagem” do Chico. Será que prevaleceriam as paupérrimas poesias do cancioneiro gospel? As rádios tocariam sem parar “Vou buscar o que é meu”, “Rompendo em Fé”?

Uma história minimamente parecida com a dos puritanos provocaria, estou certo, um cerco aos boêmios. Novos Torquemadas seriam implacáveis e perderíamos todo o acervo do Vinicius de Moraes. Quem, entre puritanos, carimbaria a poesia de um ateu como Carlos Drummond de Andrade?

Como ficaria a Universidade em um Brasil dominado por evangélicos? Os chanceleres denominacionais cresceriam, como verdadeiros fiscais, para que se desqualificasse o alucinado Charles Darwin. Facilmente se restabeleceria o criacionismo como disciplina obrigatória em faculdades de medicina, biologia, veterinária. Nietzsche jazeria na categoria dos hereges loucos e Derridá nunca teria uma tradução para o português.

Mozart, Gauguin, Michelangelo, Picasso? No máximo, pesquisados como desajustados para ganharem o rótulo de loucos, pederastas, hereges.

Um Brasil evangélico não teria folclore. Acabaria o Bumba-meu-boi, o Frevo, o Vatapá. As churrascarias não seriam barulhentas. O futebol morreria. Todos seriam proibidos de ir ao estádio ou de ligar a televisão no domingo. E o racha, a famosa pelada, de várzea aconteceria quando?

Um Brasil evangélico significaria que o fisiologismo político prevaleceu; basta uma espiada no histórico de Suas Excelências nas Câmaras, Assembleias e Gabinetes para saber que isso aconteceria.

Um Brasil evangélico significaria o triunfo do “american way of life”, já que muito do que se entende por espiritualidade e moralidade não passa de cópia malfeita da cultura do Norte. Um Brasil evangélico acirraria o preconceito contra a Igreja Católica e viria a criar uma elite religiosa, os ungidos, mais perversa que a dos aiatolás iranianos.

Cada vez que um evangélico critica a Rede Globo eu me flagro a perguntar: Como seria uma emissora liderada por eles? Adianto a resposta: insípida, brega, chata, horrorosa, irritante.

Prefiro, sem pestanejar, textos do Gabriel Garcia Márquez, do Mia Couto, do Victor Hugo, do Fernando Moraes, do João Ubaldo Ribeiro, do Jorge Amado a qualquer livro da série “Deixados para Trás” ou do Max Lucado.

Toda a teocracia se tornará totalitária, toda a tentativa de homogeneizar a cultura, obscurantista e todo o esforço de higienizar os costumes, moralista.

O projeto cristão visa preparar para a vida. Cristo não pretendeu anular os costumes dos povos não-judeus. Daí ele dizer que a fé de um centurião adorador de ídolos era singular; e entre seus criteriosos pares ninguém tinha uma espiritualidade digna de elogio como aquele soldado que cuidou do escravo.

Levar a boa notícia não significa exportar uma cultura, criar um dialeto, forçar uma ética. Evangelizar é anunciar que todos podem continuar a costurar, compor, escrever, brincar, encenar, praticar a justiça e criar meios de solidariedade; Deus não é rival da liberdade humana, mas seu maior incentivador.

Portanto, Deus nos livre de um Brasil evangélico.

Soli Deo Gloria

http://www.ricardogondim.com.br

A grama do meu vizinho

Publicado: fevereiro 16, 2011 por blogdapresbi em Mensagens

Quem nunca se pegou pensando: “por que eu não tenho a vida do fulano?”, “Sicrano tem uma vida perfeita! Nada de ruim acontece com ele!”?

Muitas vezes eu já me peguei pensando nisso. É muito estranho quando nós refletimos sobre a nossa vida e só vemos infortúnios e decepções, enquanto a vida daquele amigo parece tão fácil e livre de qualquer tristeza. Dá pra chamar isso de sorte e “menos sorte”? Por que, muitas vezes, parece que a “benção” recai em “maior quantidade” em uns do que em outros? É justamente nessas horas que a música do Sebastião da “Pequena Sereia” faz todo sentido, quando ele diz: “o fruto do meu vizinho parece melhor que o meu […]”.

Lembranças a parte, o fato é que nós, muitas vezes, nos preocupamos muito em comparar a nossa felicidade com a das pessoas a nossa volta. E o que nos faz entendedores deste balanceamento? Quer dizer, quais são os nossos parâmetros? São sempre os mesmos, variam de família, relacionamentos, amigos, até dons e talentos, inteligência, entre outros. O que fazer quando todos parecem ser superiores a você?

O ponto inicial é (muito óbvio, diria que até clichê): somos diferentes. Fomos feitos diferentes. E o principal: temos coisas diferentes para aprender.

E é aí que está o peixe! Não importa se nos diferimos um do outro, o que realmente importa é que Ele nos ama da mesma forma! Ele ama desde o camarada com a “família perfeita” até o outro todo desestruturado. Ama os populares e os acanhados, ama os inteligentes e os desfavorecidos e por aí vai. E, é justamente através dessas “diferenças” proporcionadas por Deus que podemos aprender a crescer a cada dia.

E aí fica engraçado: somos tão diferentes entre nós mesmos, mas para o amor de Deus somos totalmente iguais. Por mais infeliz que você esteja em relação aos infortúnios da sua vida, pense numa coisa importante: Deus nunca erra, então Ele não errou ao fazer você. Aos seus olhos, você parece ser tão inferior e desajustado, mas aos olhos do Pai, você é maravilhoso e único ao mesmo tempo.

Portanto, ao invés de ficar se lamentando ao olhar para a “grama” maravilhosa dos que estão a sua volta, aprenda com a sua própria, e fique feliz porque você é uma maravilha de Deus e que certamente foi abençoado com coisas boas. E não se esqueça: “Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste…” Salmo 139:14.

Gabriela Ferreira